Salsão

Salsão: Para que serve, benefícios, como consumir

Perfumadíssimo e delicioso em caldos com batata e sopas, o salsão foi cultivado intensamente na Grécia antiga. Era considerado indispensável no cardápio dos atletas gregos e muitos afirmam que no salsão está o segredo da performance grega nos estádios.

A medicina Ayurvédica, da índia antiga, usava o salsão em casos de resfriados, artrites, indigestão e até em doenças mais graves.

É fortificante, repleto de antioxidante, é tônico, estimulante, servindo para enriquecer o sangue de quem sofre de anemia e dos convalescentes. Todos que aprenderam a apreciar seu sabor serão beneficiados pelas suas propriedades.

Salsão - Para que serve

Conheça seus princípios ativos

Ácidos (glicérico, glicólico, málico, tartárico, cumárico, cafeico, ferúlico, químico, xiquímico), açúcares, apéina e outros flavonoides, cálcio, carboidratos, cumarinas (sesilina, isopimpenelina, apigravina); ferro, fósforo, manitol, niacina, óleo essencial (apiósido, limoneno, sileneno, eudesmol, sedanólido, anidrido sedanônico), pentasonas, sódio, vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (kiboflavina ), C (ácido ascórbico).

Mais benefícios

  •  Regula  a pressão arterial devido à grande concentração de potássio.
  • Fortalece o sistema imunológico em razão do ao alto teor de vitamina C.
  • Reduz da produção de radicais livres também por causa da vitamina C, da cumarina e do limoneno.
  • Possui ação diurética.
  • Ação tônica pela presença de vitaminas e minerais.
  • Anticancerígeno e anti-inflamatório graças à apigenina.
  • Fortalece o sistema neurológico pela presença das vitaminas do complexo B.
  • Fortalece a massa muscular e óssea, já que tem em sua composição cálcio, potássio e fósforo.
  • Protege a pele graças à vitamina A.
  •  Diminui a acidez metabólica, ou seja, forte ação alcalinizante. Com isto, ainda reduz a artrite por meio de substâncias como o limoneno e a cumarina.
  • Previne a gota.
  • Previne a formação de cálculo renal graças ao potássio.
  • Reduz o colesterol por causa da sua abundância em fibras.
  • Ajuda a emagrecer, pois é antes de tudo, um vegetal muito digestivo e saudável: composto por 95% de água, consegue nos hidratar ao mesmo tempo em que nos depura, eliminando toxinas e retenções de líquidos de nosso organismo.

Dicas de consumo

O uso mais conhecido é o do talo, que pode ser ralado ou cortado em tiras para compor receitas de saladas, salpicão, tortas, quiches, assados com peixe, frango e carnes. As folhas também vão muito bem como temperos de salada ou em caldos e sopas,  seu gosto é praticamente o mesmo do talo, mas menos acentuado. São mais ricas em vitamina A, enquanto o talo tem mais vitamina C. Já os benefícios culinários da semente da planta foram descobertos há pouco tempo. São minúsculas, de cor castanho esverdeado, com listinhas mais claras. Têm um cheiro forte e são levemente amargas. Podem ser adicionadas nas massas para pães, saladas ou espalhadas sobre vegetais cozidos.

Para o chá: Coloque 20 gramas de qualquer parte do aipo numa xícara e cubra com água fervente. Tape, deixe amornar, coe e beba a seguir.

Para fazer o aipo refogado, basta fatiá-lo e colocá-lo numa panela juntamente com cebola e azeite, deixando dourar por alguns minutos. Acrescente um pouquinho de água, tempere a gosto e apague o fogo. Consuma em seguida.

Salsão - Para que serve