Nimesulida: Para que serve

A Nimesulida é uma droga bastante procurada por pacientes com inflamação na garganta, dor de cabeça, febre, dores de dente, gota, cálculo renal, artrite reumatoide, osteoartrose e até mesmo desconfortos menstruais.  Da classe dos anti-inflamatórios não esteroides, possui ação anti-inflamatória, anti-térmica (contra febre) e analgésica (contra dor). O medicamento também pode ser vendido com os nomes comerciais Nisulid, Scaflam, Maxulid, Neosulida, Fasulide.

Posologia

A nimesulida é habitualmente vendida nas doses de 50 mg e 100 mg. O medicamento pode ser administrado 1 ou 2 vezes por dia. A dose máxima recomendada é 100 mg de 12 em 12 horas. O tempo de uso deve ser sempre o menor possível. Não é recomendado o uso da nimesulida por mais de 7 dias seguidos.

Nimesulida Gel

O Gel de Nimesulida serve para aliviar a dor e serve somente para uso externo e não deve ser ingerido. Além disso deve ter se cuidado em não passar nenhum produto após com álcool como cremes, e tomar cuidado para não ter contato com a roupa pois pode gerar irritação no local e só deve ser usado onde não tiver machucados, feridas, queimaduras ou lesões. Também evite encostar nos olhos.

Nimesulida - Para que serve

Reações

Os principais efeitos colaterais da nisumulida são; dispepsia (queimação no estômago), náuseas, azia, manchas na pele, coceira, tonturas, visão turva, sonolência, retenção de líquidos e edemas, prisão de ventre, excesso de gases e diminuição do volume urinário. Casos isolados de reações anafiláticas como dispneia e asma, principalmente em pacientes com histórico de alergia ao ácido acetilsalicílico e a outros AINEs.

O uso prolongado e com doses elevadas de nimesulida pode causar graves lesões no figado.

Contraindicações

A nimesulida não deve ser administrada a nenhum paciente que já tenha tido reação alérgica ou crise de broncoespasmo (asma) relacionada à qualquer anti-inflamatório não esteroide ou ácido acetilsalicílico (aspirina).

Nos pacientes com cirurgia programada, a nimesulida deve ser suspensa pelo menos 48 horas antes.

A nimesulida também não deve ser administrada em pacientes com insuficiência cardíaca, elevado risco de doenças cardiovascular, como infarto. Gastrite ou úlcera péptica, Insuficiência renal, história de doença hepática, hipertensão mal controlada, sangramentos ativos, trombocitopenia, hipercalemia. gravidez ou em mulheres amamentando, menor de 12 anos, pólipos nasais.

Uso na gravidez de Nimesulida

Estudos em coelhos sugerem uma embriotoxicidade potencial, enquanto nenhum efeito foi observado em ratos e camundongos. O uso de anti-inflamatórios não-esteroidais até o final da gravidez está associado a uma incidência maior de distócia e atonia uterina. Os AINEs também estão associados à indução do fechamento do ducto arterioso. Além disso, casos isolados de insuficiência renal em recém-nascidos de mães tratadas com Nimesulida durante a gravidez têm sido relatados. Portanto, a Nimesulida não deve ser administrada durante a gravidez ou em mulheres que estejam amamentando.