Mamotomia: O que é, para que serve, como é feito

A mamotomia serve para diagnosticar anomalias nas mamas. Esse procedimento pode ajudar o médico a fazer um diagnóstico altamente preciso de uma anormalidade de mama sem a necessidade de uma cirurgia. Também pode ser utilizada para verificar nódulos benignos como um fibroadenoma.

A mamotomia é um dos exames que podem ser solicitados pelo médico para assim investigar se há ou não a possibilidade de se ter um câncer de mama.

Mamotomia: O que é, para que serve

Indicações

Cistos complexos
Nódulos sólidos, em especial de intermediária/alta suspeição
Microcalcificações suspeitas
Assimetrias de densidades
Distorções arquiteturais
Áreas nodulares irregulares

Preparo

  • Alimentar-se de forma leve. Evitar estar em jejum.
  • Evitar de passar creme ou qualquer produto nos seios, no dia da biópsia.
  • Suspender a utilização de medicamentos anticoagulantes (heparina, AAS…).
  • Levar exames anteriores.

Como é feito o exame

Com ajuda do exame de imagem, o médico anestesia a região em questão faz uma pequena incisão no seio. Através dela, ele insere uma agulha conectada a um sistema de vácuo até o tecido do tumor. Em seguida, o tecido lesionado é parcialmente retirado e enviado para análise. O ferimento na pele é higienizado e recebe um curativo.

Já a mamotomia é um procedimento realizado ambulatorialmente, sem necessidade de internação.

O procedimento leva cerca de alguns minutos. Devido a grande amostragem, recomenda-se repouso parcial após a realização do procedimento a fim de evitar a formação de sangramentos (hematomas).
É comum ficar uma pequena cicatriz, como a de um pequeno corte, no local de introdução da agulha, porém este não necessita de sutura (pontos). A principal complicação é a ocorrência de hematomas não é incomum, principalmente superficial.

Importante

A detecção precoce ainda é um fator que proporciona maiores chances de o tratamento ser bem-sucedido. Por este motivo, as campanhas de prevenção do câncer de mama enfatizam tanto a importância das mulheres acima dos 40 anos serem submetidas anualmente ao exame de mamografia.