Glutationa: O que é, para que serve

Importantíssimo agente contra a oxidação do colesterol, fornecendo proteção contra doenças do coração, catarata e asma. Possui grande poder para inibir substâncias cancerígenas e desintoxicar o organismo de poluentes.

Em testes de laboratório a glutationa revelou efeito ativo contra o vírus da Aids, podemos encontrar a glutationa no brócolis, couve flor e tomates cru. Abacate e melancia formam uma dupla campeã em quantidades desse antioxidante. O cozimento prejudica e destrói a glutationa.

Consuma alimentos ricos em enxofre: Os principais são alho, cebolas e os vegetais crucíferos (brócolis, couve, repolho, couve-flor), além de agrião e rúcula. Experimente Proteína Bioativa: Laticínios comuns tendem a oferecer dificuldades para o organismo, mas existem algumas exceções – e sem dúvida uma proteína whey não-desnaturada, extraída a frio, pura, livre de adoçantes ou sintéticos, sem resíduos químicos ou de pesticidas é a principal exceção. Atividade física frequente: fortalece a imunidade, torna mais eficaz o processo de desintoxicação e fortalece a atividade antioxidante do corpo. A sugestão é começar devagar e ter ao menos 20 minutos de atividade aeróbica intensa cerca de 3 vezes na semana. Treinar com pesos por 20 minutos 3 vezes por semana é também de grande auxílio. Suplementos: infelizmente não é possível tomar cápsulas de glutationa – a mesma seria destruída no processo digestivo. De fato, o trabalho é realmente fornecer a matéria prima e estimular a produção interna. Contudo, existem alguns suplementos indicados para auxiliar o corpo ainda mais nesse propósito: Vitamina B12 Metil (evite a do tipo cianocobalamina, muito pouco eficaz), ácido alfa-lipóico, vitaminas C e E, Selênio e Silimarina, um extrato herbal.

A glutationa pode ser tomada de forma oral para tratar catarata, glaucoma, prevenir envelhecimento, tratar ou prevenir o alcoolismo, asma, câncer, doença cardíaca, hepatite, doença hepática, doenças que atacam o sistema imune, incluindo a AIDS, perda de memória, Mal de Alzheimer, osteoartrite, mal de Parkinson e para combater envenenamento por drogas e metais pesados. Também pode ser usada de forma inalada para tratamento de doenças pulmonares, incluindo fibrose cística.

Glutationa Para que serve

 

Profissionais de saúde podem aplicar a glutationa como injeção no músculo para prevenir os efeitos colaterais do tratamento do câncer e para tratar infertilidade masculina, e diretamente na veia para prevenir anemia em pacientes renais sob tratamento com hemodiálise, prevenção de problemas renais após cirurgia de marca-passo, tratamento do mal de Parkinson, melhora da corrente sanguínea, diminuir a coagulação em pacientes com arteriosclerose, tratar diabetes e prevenir os efeitos colaterais da quimioterapia.

O nível de glutationa diminui de forma natural à medida que envelhecemos. Isso é ruim, porque as defesas contra os radicais livres e as toxinas são reduzidas, e o organismo fica exposto às doenças. Quanto maior o nível de glutationa, menos provável é a tendência para sofrer uma doença cardíaca, diabetes, pressão arterial elevada, e uma grande variedade de problemas.

Ampliando os níveis de glutationa no organismo

Para isso você deverá consumir alimentos ricos em enxofre: Os principais são alho, cebolas e os vegetais crucíferos (brócolis, couve, repolho, couve-flor), além de agrião e rúcula.
Experimente Proteína Bioativa: Laticínios comuns tendem a oferecer dificuldades para o organismo, mas existem algumas exceções – e sem dúvida uma proteína whey não-desnaturada, extraída a frio, pura, livre de adoçantes ou sintéticos, sem resíduos químicos ou de pesticidas é a principal exceção.

Atividade física frequente: fortalece a imunidade, torna mais eficaz o processo de desintoxicação e fortalece a atividade antioxidante do corpo. A sugestão é começar devagar e ter ao menos 20 minutos de atividade aeróbica intensa cerca de 3 vezes na semana. Treinar com pesos por 20 minutos 3 vezes por semana é também de grande auxílio.