cranberry para que serve

Cranberry: Para que serve, onde encontrar, contraindicações

O cranberry também é conhecido como oxicoco, é uma fruta ácida com alto poder antioxidante. Rico em fibras como a pectina, em ácidos (principalmente o ascórbico, que é a vitamina C)é um poderoso antioxidante devido à alta concentração de flavonóides- compostos bioativos que atuam no organismo e auxiliam no combate aos radicais livres.

Pesquisas recentes associam o cranberry a ótimos resultados na redução dos níveis do mau colesterol (LDL). O fruto também é muito rico em sais minerais: magnésio, ferro, cálcio e selênio, promovendo o equilíbrio do organismo, e auxiliando no combate de infecções urinárias  e arteriosclerose.

O cranberry tem sabor ácido e ligeiramente adstringente, a principio um pouco diferente ao paladar dos brasileiros, mas em suco vem conquistando cada vez mais pessoas.

Para atender a esse mercado emergente, uma boa opção é buscar o suco de cranberry combinado com outras frutas também de alto teor antioxidante. Existem muitas combinações, totalmente adaptadas para o paladar do brasileiro, com maçã, blueberry ou romã.


Destaque para o fato de que o suco puro ou combinado com outras frutas é isento de açúcar, aditivos químicos e conservantes, tornando-se uma opção mais saudável para quem não abre mão da saúde.

Cranberry - Para que serve

Onde encontrar o cranberry

No Brasil é mais dificil encontrar a fruta in natura , porém nas versões congeladas e secas é um pouco mais fácil O suco de cranberry também pode ser usado e podem ser encontrados em supermercados, lojas de produtos naturais e feiras orgânicas. A versão em cápsula (extrato) é frequentemente recomendada por nutricionistas e ginecologistas por serem mais fácil de administrar em altas doses.

Contraindicação

O consumo de cranberry é seguro para a maior parte das pessoas, desde que a ingestão não ultrapasse a quantidade diária recomendada (480 ml). Para gestantes e mulheres no período de aleitamento só não é recomendada a ingestão de suplementos de cranberry, pois não se sabe se eles são seguros para este público, por não ter ainda estudo que comprovem sua segurança no uso e na quantidade.

Riscos do consumo de cranberry

O cranberry contém quantidades significativas de ácido salicílico, semelhante à aspirina, portanto deve ser evitado por pessoas alérgicas ao medicamento. Vale lembrar ainda que alguns sucos de cranberry têm açúcar de adição, não sendo recomendados por portadores do diabetes para esses pacientes o uso recomendado é da fruta in natura.

Interações com o cranberry

O cranberry estende o tempo de permanência da varfarina, medicamento usado para retardar a coagulação do sangue, no organismo. Assim, o consumo por quem usa o fármaco pode aumentar o risco de hematomas e sangramento.